Lula vai a Brasília nesta segunda (28) para articulações sobre PEC da Transição

O presidente eleito Lula (PT) deve passar toda a semana na capital

www.brasil247.com - Luiz Inácio Lula da Silva
Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: REUTERS/Carla Carniel)


247 - O presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva (PT) deve desembarcar na capital federal nesta segunda (28) para tratar diretamente das articulações em torno da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da Transição. 

A proposta ainda não foi protocolada no Congresso Nacional, tendo tido apenas uma minuta apresentada às duas casas legislativas pelo vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB). O texto prevê um total de R$ 198 bilhões para a PEC, com o Bolsa Família fora do chamado Teto de Gastos permanentemente, o que tem gerado divergências entre os parlamentares.

Na avaliação de lideranças do PT, a proposta tem encontrado boa aderência na Câmara dos Deputados, mas ainda enfrenta dificuldades no Senado, onde o petista tenta acelerar as tratativas para fazer o texto caminhar.  

Segundo a presidenta do PT e coordenadora de articulação da equipe de transição, deputada Gleisi Hoffmann (PR), Lula deverá se encontrar com lideranças do Legislativo para tentar acordar questões relativas ao texto. 

“Ele [Lula] quer conversar novamente com o presidente da Câmara e o presidente do Senado. Ele deve passar em Brasília de segunda a sexta para fazer essas conversas, para a gente também encaminhar a PEC”, disse Gleisi Hoffmann.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247