Lula vai ao STJ contra Moro

Defesa do ex-presidente Lula protocolou no início desta noite três pedidos de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra as decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) desta terça-feira, 9, envolvendo o depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro; segundo informações do Globo, o primeiro habeas corpus pede que o STJ considere o juiz federal Sérgio Moro suspeito para julgar a ação penal contra Lula; no segundo, a defesa argumenta pelo direito de gravar todo o depoimento de Lula com uma equipe independente; no terceiro, além de pedir o adiamento do depoimento no processo, os advogados pedem "pleno acesso aos documentos" e, após isso, 90 dias para a análise; os três autos foram remetidos para a 5ª turma do STJ e serão relatados pelo ministro Félix Fisher

Defesa do ex-presidente Lula protocolou no início desta noite três pedidos de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra as decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) desta terça-feira, 9, envolvendo o depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro; segundo informações do Globo, o primeiro habeas corpus pede que o STJ considere o juiz federal Sérgio Moro suspeito para julgar a ação penal contra Lula; no segundo, a defesa argumenta pelo direito de gravar todo o depoimento de Lula com uma equipe independente; no terceiro, além de pedir o adiamento do depoimento no processo, os advogados pedem "pleno acesso aos documentos" e, após isso, 90 dias para a análise; os três autos foram remetidos para a 5ª turma do STJ e serão relatados pelo ministro Félix Fisher
Defesa do ex-presidente Lula protocolou no início desta noite três pedidos de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra as decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) desta terça-feira, 9, envolvendo o depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro; segundo informações do Globo, o primeiro habeas corpus pede que o STJ considere o juiz federal Sérgio Moro suspeito para julgar a ação penal contra Lula; no segundo, a defesa argumenta pelo direito de gravar todo o depoimento de Lula com uma equipe independente; no terceiro, além de pedir o adiamento do depoimento no processo, os advogados pedem "pleno acesso aos documentos" e, após isso, 90 dias para a análise; os três autos foram remetidos para a 5ª turma do STJ e serão relatados pelo ministro Félix Fisher (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolou no início desta noite três pedidos de habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra as decisões do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) desta terça-feira, 9, envolvendo o depoimento de Lula ao juiz Sérgio Moro. 

Segundo informações do Globo, o primeiro habeas corpus (HC nº 398570) pede que o STJ considere o juiz federal Sérgio Moro suspeito para julgar a ação penal contra Lula. No segundo (HC nº 398577), a defesa argumenta pelo direito de gravar todo o depoimento de Lula com uma equipe independente. E no terceiro (HC nº 398589), além de pedir o adiamento do depoimento no processo, os advogados pedem "pleno acesso aos documentos" e, após isso, 90 dias para a análise. Todos esses pedidos foram negados pelo TRF-4.

Os três autos foram remetidos para a 5ª turma do STJ e serão relatados pelo ministro Félix Fisher.

Em decisões nesta terça-feira, o juiz federal Nivaldo Bonini, negou pedido de Lula para adiar o seu depoimento a Moro (leia aqui) e também negou o pedido da defesa para gravar o depoimento (leia aqui).

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247