Maia nega 'pacto dos Poderes': reunião com Bolsonaro foi 'protocolar'

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, desmentiu a versão espalhada pelo Palácio do Planalto e martelada mídia conservadora de um "pacto entre Poderes" e disse que o café da manhã desta terça-feira (28) no Palácio da Alvorada foi meramente protocolar, sem qualquer avanço na relação entre a Presidência, o Congresso e o STF

Maia nega 'pacto dos Poderes': reunião com Bolsonaro foi 'protocolar'
Maia nega 'pacto dos Poderes': reunião com Bolsonaro foi 'protocolar' (Foto: Michel Jesus/ Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), desmentiu a versão espalhada pelo Palácio do Planalto e martelada mídia conservadora de um "pacto entre Poderes" e disse que o café da manhã desta terça-feira (28) no Palácio da Alvorada foi meramente protocolar, sem qualquer avanço na relação entre a Presidência, o Congresso e o STF. A ideia de um "pacto entre os Poderes" como reação às manifestações bolsonaristas do último domingo (26) foi vendida  pela mídia conservadora como uma panaceia para a solução dos problemas do país. 

Maia relatou que a conversa foi genérica e manifestou incômodo de Bolsonaro ter carregado ministros para a reunião que também contou com a presença dos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Maia almoçou com líderes do centrão e em nenhum momento relatou a eles a necessidade de discutir o "pacto" anunciado com pompa pelo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. O presidente da Câmara disse que a conversa foi protocolar e que Bolsonaro limitou-se a fazer pedido de apoio a "pautas de interesse do país", sem dar detalhes específicos de que tipo de apoio almeja.

A informação é do jornal O Globo, que apurou os relatos feitos por Maia a seus correligionários.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247