Maia quer diálogo com governo para fazer andar projeto de lei sobre obrigatoriedade da vacina

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, recebeu um projeto de lei que prevê sanções a quem não tomar vacina contra Covid, na mesma lógica do voto obrigatório. Maia quer diálogo com governo

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro
Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Foto: divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Já está em poder do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), uma proposta de projeto de lei para tratar a vacina da Covid-19 como o voto, criando penalidades para quem não se vacinar, tal como em relação àqueles que não comparecem às urnas. 

Segundo o Painel da Folha de S.Paulo, a ideia é replicar a lógica aos que não quiserem se vacinar, criando sanções pela escolha. Maia ainda não analisou a proposta, mas defendeu nesta terça (27) que Executivo e Legislativo encontrem uma solução para evitar que o assunto termine nos tribunais.

A proposta de projeto de lei coloca mais pressão à obrigatoriedade da vacina, à qual o presidente Jair Bolsonaro se opõe. Maia defende que é preciso dialogar com o governo.

Secretários estaduais de Saúde defendem que a proposta teria relação com o que é feito com crianças. A vacina é exigida na matrícula nas escolas e também para o pagamento do Bolsa Família. Com adultos, a imposição de exigências e sanções seria algo inédito.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247