Mais de 40% dos que salvaram Temer respondem a processos no STF

Apesar de rejeitado por mais de 90% da população, o arquivamento da segunda denúncia contra Michel Temer mostrou que ele tem muitos "amigos; desses amigos, boa parte deles tem pendências na Justiça; para se ter uma ideia, dos 253 parlamentares que votaram para barrar a denúncia por obstrução da Justiça e organização criminosa contra o peemedebista, 106 (42%) são réus ou respondem a inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF)

Votação de denúncia contra Temer na Câmara 25/10/2017 REUTERS/Adriano Machado
Votação de denúncia contra Temer na Câmara 25/10/2017 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Paulo Emílio)

Revista FórumMichel Temer tem muitos "amigos". Não é a toa que, mesmo sendo reprovado por mais de 90% da população, ele segue no poder e se livra de cada uma das denúncias que pairam contra ele. Desses amigos, boa parte deles tem pendências na Justiça.

Para se ter uma ideia, dos 253 parlamentares que votaram nesta quarta-feira (25) para barrar a denúncia por obstrução da Justiça e organização criminosa contra o peemedebista, 106 (42%) são réus ou respondem a inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF). Eles votaram para que Temer não tenha o mesmo destino que eles.

O levantamento é do site Congresso em Foco e a lista completa dos parlamentares com pendências na Justiça e que votaram para salvar Temer pode ser conferida aqui.

Além desses, Temer recebeu ainda a ajuda de um presidiário. Celso Jacob (PMDB-RJ) até voltou um pouco mais tarde para a Papuda, onde está preso, para poder ajudar o presidente na votação da Câmara.

Ele cumpre pena de 7 anos e 2 meses em regime semiaberto. Em maio, o deputado, que estava encarcerado, recebeu autorização para trabalhar durante o dia com a condição de que volte à prisão todas as noites.

Jacob foi acusado de fraudar em 2003 a publicação de uma lei municipal de Três Rios (RJ), cidade da qual era prefeito, acrescentando um artigo que não tinha sido votado na Câmara de Vereadores, como forma de realizar uma manobra orçamentária.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247