Major Olímpio leva fakenews contra Gleisi à PGR

Deputado Major Olímpico (PSL-RJ) protocolou na PGR uma ação contra a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR); segundo o correligionário de Jair Bolsonaro (RJ), a parlamentar atentou contra a soberania nacional ao pedir apoio ao ex-presidente Lula pela televisão árabe Al Jazeera; para ele, a senadora pediu ajuda de terroristas

Deputado Major Olímpico (PSL-RJ) protocolou na PGR uma ação contra a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR); segundo o correligionário de Jair Bolsonaro (RJ), a parlamentar atentou contra a soberania nacional ao pedir apoio ao ex-presidente Lula pela televisão árabe Al Jazeera; para ele, a senadora pediu ajuda de terroristas
Deputado Major Olímpico (PSL-RJ) protocolou na PGR uma ação contra a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR); segundo o correligionário de Jair Bolsonaro (RJ), a parlamentar atentou contra a soberania nacional ao pedir apoio ao ex-presidente Lula pela televisão árabe Al Jazeera; para ele, a senadora pediu ajuda de terroristas (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Major Olímpico (PSL-RJ) protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR) uma ação contra a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR). O correligionário de do presidenciável Jair Bolsonaro (RJ) pede que seja instaurado uma investigação contra a parlamentar por um vídeo seu veiculado na rede de televisão árabe Al Jazeera em que pede apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba (PR) desde o dia 7.

Para ele, Gleisi atentou contra a Soberania Nacional e pediu ajuda de terroristas. A posição demonstra ignorância e má-fá, ao associar a emissora, que é recohecida no mundo todo e tem sede no Qatar, com terroristas. A distorção dos fatos começou a ser compartilhada a partir da senadora Ana Amélia (leia mais).

"Me dirijo ao mundo árabe, através da Al Jazeera, para denunciar que o ex-presidente Lula é um preso político em nosso país", disse Gleisi num vídeo à TV, como parte da estratégia de denunciar ao mundo a prisão ilegal.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247