Manuela: as mulheres venceram o medo e vencerão o ódio

A vice na chapa presidencial do PT, Manuela D'Ávila (PCdoB), criticou simpatizantes do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que fizeram insultos a mulheres do campo político de esquerda, chamando elas de "cadelas" em ato no Recife; "Se dizem a favor da família, mas fazem marchas com cantos pregando o ódio contra mulheres e LGBT's. Nós já vencemos o medo e vamos vencer o ódio e o preconceito"

Manuela: as mulheres venceram o medo e vencerão o ódio
Manuela: as mulheres venceram o medo e vencerão o ódio (Foto: Esq.: Stuckert / Dir.: Gustavo Lima - Agência Câmara)

247 - A vice na chapa presidencial do PT, Manuela D'Ávila (PCdoB), criticou simpatizantes do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que, neste domingo (23), fizeram insultos a mulheres do campo político de esquerda, chamando elas de "cadelas" e de "mortadelas", durante ato no bairro de Boa Viagem, zona sul do Recife.

"Se dizem a favor da família, mas fazem marchas com cantos pregando o ódio contra mulheres e LGBT's. Nós já vencemos o medo e vamos vencer o ódio e o preconceito. Dia 29, iremos mostrar que juntas somos capazes de combater a intolerância e a violência de gênero", escreveu Manuela no Twitter.

No ato, uma canção, Baile de favela, do MC João, foi parodiada com letras que diziam: "Dou para a CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela, as minas de direita são as top mais belas, enquanto as de esquerda têm mais pelo que cadela".

Na última quarta-feira (19), o movimento Mulheres Unidas Contra Bolsonaro lançou um vídeo para a convocação do protesto no dia 29 de setembro contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). De acordo com a peça, o deputado federal "não sabe respeitar uma criança. Ele não sabe respeitar uma mulher. Ele não respeitar as diferenças e tudo tem que ser do jeito que ele quer". 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247