Marco Aurélio arquiva denúncia contra Bolsonaro sobre quebra do isolamento

A ação foi apresentada pelos partidos de oposição e apontava os crimes cometidos por Jair Bolsonaro na quebra do isolamento, violando a "determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa"

Ministro Marco Aurélio Mello (STF) e Jair Bolsonaro
Ministro Marco Aurélio Mello (STF) e Jair Bolsonaro (Foto: Nelson Jr./SCO/STF | Adriano Machado/Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, determinou o arquivamento de mais uma notícia-crime contra Jair Bolsonaro a respeito da sua conduta em meio à pandemia do coronavírus.

O arquivamento atendeu ao pedido da Procuradoria-Geral da República. A ação foi apresentada pelos partidos PDT, PT, PSOL, PCdoB, PSB e Rede e apontava o cometimento de quatro crimes tipificados no Código Penal, entre os quais o de "infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa", que prevê detenção de um mês a um ano, além de multa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247