Marco Aurélio escancara manobra de Cármen Lúcia

O pós-doutor em Direito e professor da FGV Mário Schapiro explicou: "Marco Aurélio, que é o relator, solicitou à presidente que pautasse a ADC. Para evitar o voto de Rosa, Carmen Lucia manobrou e colocou em votação o HC de Lula. Rosa votou, segundo ela mesma, contra seu entendimento porque entende que não pode divergir do "precedente" liminar da Corte ao decidir um HC. Teria votado diferente se a ação fosse uma ADC. É assim que o Lula será preso, mas será assim que os demais não serão. A ADC será votada em breve (aposto que depois da eleição). Lula sairá da cadeia, mas depois da eleição"

O pós-doutor em Direito e professor da FGV Mário Schapiro explicou: "Marco Aurélio, que é o relator, solicitou à presidente que pautasse a ADC. Para evitar o voto de Rosa, Carmen Lucia manobrou e colocou em votação o HC de Lula. Rosa votou, segundo ela mesma, contra seu entendimento porque entende que não pode divergir do "precedente" liminar da Corte ao decidir um HC. Teria votado diferente se a ação fosse uma ADC. É assim que o Lula será preso, mas será assim que os demais não serão. A ADC será votada em breve (aposto que depois da eleição). Lula sairá da cadeia, mas depois da eleição"
O pós-doutor em Direito e professor da FGV Mário Schapiro explicou: "Marco Aurélio, que é o relator, solicitou à presidente que pautasse a ADC. Para evitar o voto de Rosa, Carmen Lucia manobrou e colocou em votação o HC de Lula. Rosa votou, segundo ela mesma, contra seu entendimento porque entende que não pode divergir do "precedente" liminar da Corte ao decidir um HC. Teria votado diferente se a ação fosse uma ADC. É assim que o Lula será preso, mas será assim que os demais não serão. A ADC será votada em breve (aposto que depois da eleição). Lula sairá da cadeia, mas depois da eleição" (Foto: Aquiles Lins)

Por Mario Schapiro, em seu Facebook - É digna de nota a intervenção de Marco Aurélio, escancarando a manobra de Carmen Lucia: "que fique registrado nos anais deste Tribunal que o resultado seria outro se V. Excelência tivesse pautado a ADC".

Explico: havia duas ações questionando a constitucionalidade da prisão após a segunda instância: uma ação geral (ADC) e um habeas corpus (que tem um interessado concreto). A posição de Rosa Weber é a de que a prisão após a segunda instância é inconstitucional, e ela votaria assim na ADC.

Marco Aurélio, que é o relator, solicitou à presidente que pautasse a ADC. Para evitar o voto de Rosa, Carmen Lucia manobrou e colocou em votação o HC de Lula. Rosa votou, segundo ela mesma, contra seu entendimento porque entende que não pode divergir do "precedente" liminar da Corte ao decidir um HC. Teria votado diferente se a ação fosse uma ADC.

É assim que o Lula será preso, mas será assim que os demais não serão. A ADC será votada em breve (aposto que depois da eleição). Lula sairá da cadeia, mas depois da eleição.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247