Marco Aurélio: governo subestimou a greve dos caminhoneiros

O ministro do STF Marco Aurélio Mello sugeriu que o governo Michel Temer não levou a greve dos caminhoneiros a sério; "O governo é o órgão mais bem informado que nós temos. Aí, eu penso que subestimaram e foram surpreendidos com essa reação que paralisou o País", disse

Marco Aurélio: governo subestimou a greve dos caminhoneiros
Marco Aurélio: governo subestimou a greve dos caminhoneiros (Foto: Esq.: ABR / Dir.: Marcelo Camargo - ABR)

247 - O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello sugeriu que o governo Michel Temer não levou a greve dos caminhoneiros a sério.

"O governo é o órgão mais bem informado que nós temos. Aí, eu penso que subestimaram e foram surpreendidos com essa reação que paralisou o País", disse o ministro ao Estadão. "Nós realmente não podíamos ter chegado a esse ponto. Não sei (se governo) subestimou as informações alcançadas, mas é uma situação realmente muito ruim, porque repercute na vida de todos", acrescentou.

De acordo com o ministro, é um contexto em que você precisa "tomar as providências antes que o pior aconteça. E o pior veio a acontecer, já que os caminhoneiros só viram esse caminho para tentar ter preservados os meios de trabalho".

"É um ato de força, sem a menor dúvida. E só se chega a ele quando não se tem outra solução. Os caminhoneiros fizeram o que fizeram porque estão visando a própria sobrevivência, incitando essa paralisação total", complementou.

Mello disse que "a tendência é pouco a pouco a normalização". "Agora vamos ver o que se faz para realmente evoluir. E truncada porque temos o feriado, mas evidentemente a vida precisa continuar, e sem sobressaltos. E momento é para diálogo, para se chegar a um denominador comum".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247