MBL e vemprarua convocam para protesto a favor da corrupção

"Achei sensacional esse protesto a favor. Defender a Lava Jato poupando o governo Temer é como como querer proteger Davi dando tapinha nas costas de Golias. É como denunciar o golpe e a corrupção durante o dia, mas beijar a mão de Aécio Neves em festinha de aniversário à noite. Não faz sentido", diz reportagem de João Borges, do The Intercept

Protesto no domingo, 4.dez.2016, em Brasília, a favor da Lava Jato; boneco de Sergio Moro
Protesto no domingo, 4.dez.2016, em Brasília, a favor da Lava Jato; boneco de Sergio Moro (Foto: Leonardo Attuch)

Por João Borges, no The Intercept

DEPOIS DE PASSAREM MESES hibernando durante o governo não-eleito de Michel Temer, os grupos que ajudaram a levá-lo ao poder anunciaram que voltarão às ruas. As manifestações em todo o Brasil estão marcadas para dia 26/03 com uma pauta difusa. O Vem Pra Rua, grupo liderado pelo empresário Rogério Chequer, diz que fará uma defesa da Lava Jato. Ele jura que o movimento é suprapartidário, mas já publicou vídeo ao lado de FHC pedindo voto para Aécio – um ultra delatado na operação.

O MBL também sairá em defesa da Lava Jato, mas também por outras bandeiras: fim do Estatuto do Desarmamento, fim do Foro Privilegiado, contra o fim da Polícia Militar, Reformas Trabalhista e Previdenciária e fim das mamatas dos políticos e do judiciário

Ambos os grupos já adiantaram que irão poupar Michel Temer e o governo. Chequer chegou a dizer que “as manifestações não serão para detonar o governo Temer, mas contra a corrupção, a impunidade e em defesa da renovação da política velha”.

Achei sensacional esse protesto a favor. Defender a Lava Jato poupando o governo Temer é como como querer proteger Davi dando tapinha nas costas de Golias. É como denunciar o golpe e a corrupção durante o dia, mas beijar a mão de Aécio Neves em festinha de aniversário à noite. Não faz sentido.

Leia a íntegra no The Intercept

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247