MDB reage: postura da Justiça é açodada

Após a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB) pela força-tarefa da Operação Lava Jato, o MDB, partido que foi presidido durante anos pelo ex-presidente, emitiu nota em que chama a postura da Justiça de "açodada"; "O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa ", diz a nota 

MDB reage: postura da Justiça é açodada
MDB reage: postura da Justiça é açodada (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB) pela força-tarefa da Operação Lava Jato, o MDB, partido que foi presidido durante anos pelo ex-presidente, emitiu nota em que chama a postura da Justiça de "açodada". A informação é do Portal UOL. 

Além de Temer, o ex-ministro Moreira Franco (MDB) também foi detido pela Polícia Federal, por decisão do juiz Marcelo Bretas. Já o ex-ministro do MDB Eliseu Padilha é alvo de mandados de busca.

"O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco", comunicou o partido.

Veja a íntegra da nota do partido:

"O MDB lamenta a postura açodada da Justiça à revelia do andamento de um inquérito em que foi demonstrado que não há irregularidade por parte do ex-presidente da República, Michel Temer e do ex-ministro Moreira Franco. O MDB espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa ."

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247