MEC avaliará alunos do 2º ano do ensino fundamental, mas por amostragem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira anunciou as diretrizes para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb); ao contrário do que disse uma portaria em março, revogada um dia depois, os alunos em fase de alfabetização (2º ano do ensino fundamental) serão avaliados, mas por amostragem - não serão todos os estudantes dessa faixa etária que farão a prova

MEC avaliará alunos do 2º ano do ensino fundamental, mas por amostragem
MEC avaliará alunos do 2º ano do ensino fundamental, mas por amostragem

247 - O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou nesta quinta-feira (2) as diretrizes para o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Ao contrário do que chegou a afirmar uma portaria em março, revogada um dia depois, os alunos em fase de alfabetização (2º ano do ensino fundamental) serão avaliados, mas por amostragem - não serão todos os estudantes dessa faixa etária que farão a prova.

De acordo com o ministro da Educação, Abraham Weintraub, o governo aguardará dados do Censo Escolar para definir os critérios de seleção das crianças. O titular da pasta afirmou que 7 milhões de alunos participarão da avaliação, que custará R$ 500 milhões ao governo.

As avaliações recairão sobre alunos de 5º e 9º ano do ensino fundamental II e do 3º ano do ensino médio, que estudem em escolas públicas; amostra de jovens do 5º e 9º ano do ensino fundamental II e do 3º ano do ensino médio, que estudem em escolas privadas; amostra de alunos do 2º ano do ensino fundamental I, de escolas públicas e privadas; e amostra de escolas públicas com creche e pré-escola, para aplicar uma avaliação em caráter de piloto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247