Mello Franco: circular do ministro da Educação é típica de ditaduras

O jornalista Bernardo Mello Franco criticou o fato de Ricardo Vélez Rodríguez ter orientando os diretores de escolas a filmarem os alunos perfilados diante da bandeira e ao som do hino nacional; "O comunicado é típico de ditaduras, e não só pelo ufanismo de almanaque", condena

Mello Franco: circular do ministro da Educação é típica de ditaduras
Mello Franco: circular do ministro da Educação é típica de ditaduras

247 - O jornalista Bernardo Mello Franco, em sua coluna no UOL, criticou o fato de Ricardo Vélez Rodríguez ter orientando os diretores de escolas a filmarem os alunos perfilados diante da bandeira e ao som do hino nacional. "O comunicado é típico de ditaduras, e não só pelo ufanismo de almanaque", condena. 

"Prócer da ala olavista do governo, Vélez já havia deixado claro que confunde as tarefas de Estado com a militância ideológica. Em vez de mirar as deficiências do ensino básico, tem desperdiçado tempo com discursos contra a suposta influência do 'globalismo' e do 'marxismo cultural' sobre os professores", afirma o jornalista. 

Segundo relata Mello, "o ministro é um crítico da 'doutrinação', mas sua circular representa exatamente o que ele diz combater: a tentativa de despejar conteúdo chapa-branca pela goela dos alunos. Não chega a ser uma ideia original". 

"Depois do golpe de 1964, que Vélez já definiu como uma data “para comemorar”, os militares estimularam o culto à bandeira e a pregação ufanista nas escolas. Chegaram a impor a disciplina Educação Moral e Cívica, outra patriotada que o ministro quer ressuscitar". 

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247