Mesmo para os defensores de Moro, seu trabalho se tornou 'ilegítimo e corrompido', aponta Glenn

O jornalista Glenn Greenwald escreveu neste sábado (29) sobre as últimas revelações feitas pelo The Intercept Brasil nesta madrugada; "A conduta de Moro como juiz tornou-se tão obviamente antiética e politizada que mesmo seus mais leais defensores do MPF explicaram entre si com clareza por que a violação dele de regras éticas e ações politizadas tornou seu trabalho ilegítimo e corrompido", apontou

glenn moro
glenn moro (Foto: Agência Senado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Glenn Greenwald escreveu neste sábado (29) sobre as últimas revelações feitas pelo The Intercept Brasil nesta madrugada. "A conduta de Moro como juiz tornou-se tão obviamente antiética e politizada que mesmo seus mais leais defensores do MPF explicaram entre si com clareza por que a violação dele de regras éticas e ações politizadas tornou seu trabalho ilegítimo e corrompido", apontou.

Antes, Glenn havia escrito que "Ninguém mais precisa argumentar se a conduta de Moro como um juiz era antiética, corrupto e imprópria. Os próprios promotores sabiam e - pelo menos em segredo - reconheceram isso e reclamaram com grande raiva, mas também grande clareza sobre isso".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247