Milícia bolsonarista pede cabeça de AGU nas redes por veto a “ideologia de gênero”

André Mendonça, da AGU, está na mira dos ataques das milícias bolsonaristas conta de um veto a projetos de leis municipais e estaduais que buscam implementar teses da chamada Escola sem Partido

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - André Mendonça, titular da Advocacia Geral da União (AGU) está na mira dos ataques das milícias bolsonaristas por conta da atuação da AGU contra projetos de leis municipais e estaduais que buscam implementar teses da chamada Escola sem Partido, como a proibição à citação da expressão “ideologia de gênero” nas escolas.

Vale lembrar que Mendonça é apontado como possível nome a ser indicado Jair Bolsonaro ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Um bate-boca no Twitter entre Mendonça e o deputado federal paranaense Filipe Barros (PSL), o advogado disse que não está se opondo ao mérito dos projetos, mas considerando que o problema é técnico/legal: legislar sobre normas gerais da educação seria vedado a Estados e municípios.

O deputado ainda criticou a decisão do ministro Roberto Barroso, que suspendeu liminarmente a lei de sua autoria que proíbe o que ele classifica como "ideologia de gênero" nas escolas de Londrina e afirmou que a AGU, sob comando de Mendonça, se posicionou "vergonhosamente pela inconstitucionalidade".

Mendonça disse que nunca defendeu a ideologia de gênero. "A AGU defende a competência legislativa da União para tratar de educação e ensino, como determina a Constituição". Disse ainda que, agora no Congresso Nacional, o deputado "tem legitimidade para propor projeto nesse sentido. Está no local adequado!".

O argumento técnico da AGU não convenceu o deputado nem a milícia bolsonarista. Um perfil que foi apontado pela deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) na CPI das Fake News como de um dos principais influenciadores do que ela chamou de “gabinete do ódio” que persegue na internet quem é considerado inimigo do governo, de Leandro Ruschel, defendeu a demissão de Mendonça.

"Caro presidente @jairbolsonaro, a permanência desse AGU no cargo é uma afronta. Sistematicamente tem atuado contra os seus interesses, além de ter falhado em defendê-lo", escreveu Leandro Ruschel.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247