Ministro da Saúde defende fim da gratuidade do SUS

Luiz Henrique Mandetta ainda criticou o programa Mais Médicos. ""Eu não vi nenhum cubano atendendo no Albert Einstein, na avenida Paulista, porque decerto se fizesse algo com alguém da elite paulista seria um absurdo"

Ministro da Saúde defende fim da gratuidade do SUS
Ministro da Saúde defende fim da gratuidade do SUS (Foto: Alex Ferreira/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Fórum - Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, transmitido na noite desta segunda-feira (27), o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que vai “provocar” o Congresso a defender o fim da gratuidade universal do SUS (Sistema Único de Saúde).

"É justo ou equânime uma pessoa que recebe 100 salários mínimos ter o atendimento 100% gratuito no SUS? Quem vai ter 100% de atendimento gratuito no SUS? Eu acho que essa discussão é extremamente importante para esse Congresso. Eu vou provocá-la, vou mandar a mensagem, sim, para a gente discutir equidade e esse ponto a gente vai por o dedo", comentou o ministro após quase 1h30 de respostas.

Confira a reportagem completa na Revista Fórum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247