Ministro do TSE intima suposto operador de R$ 4 mi a Padilha

Ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, quer ouvir na sexta-feira 10 o ex-funcionário da Odebrecht José de Carvalho Filho, que foi citado na delação premiada de Claudio Melo Filho como sendo o responsável por operacionalizar o repasse de R$ 4 milhões em propina ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha

Ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, quer ouvir na sexta-feira 10 o ex-funcionário da Odebrecht José de Carvalho Filho, que foi citado na delação premiada de Claudio Melo Filho como sendo o responsável por operacionalizar o repasse de R$ 4 milhões em propina ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha
Ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, quer ouvir na sexta-feira 10 o ex-funcionário da Odebrecht José de Carvalho Filho, que foi citado na delação premiada de Claudio Melo Filho como sendo o responsável por operacionalizar o repasse de R$ 4 milhões em propina ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), intimou o ex-funcionário da Odebrecht José de Carvalho Filho a depor na sexta-feira 10 no âmbito do processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, do qual ele é relator, informa reportagem do blog de Fausto Macedo.

José de Carvalho Filho foi citado na delação premiada de Claudio Melo Filho, ex-diretor de Relações Institucionais da empreiteira, como sendo o responsável por operacionalizar o repasse de R$ 4 milhões em propina ao ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha - montante que foi acertado em reunião no Palácio do Jaburu, com a presença de Michel Temer.

Ele também seria o responsável, segundo Claudio Melo Filho, por enviar uma parte do dinheiro ao escritório de advocacia de José Yunes, amigo e ex-assessor de Temer, por meio de Lucio Funaro.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247