Ministro do Turismo aumenta em 280% dinheiro guardado em casa

O ainda ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, teve ganhos reais de 280% em dinheiro vivo mantido em casa, isso num intervalo de dois anos; entre as eleições de 2016 e 2018, a reserva em espécie guardada por ele passou de R$ 105 mil para R$ 400 mil, segundo a Justiça Eleitoral; eleito deputado federal pela segunda vez em 2018, Álvaro alega ter bancado do bolso 64% de sua campanha; também recebeu doações da mãe, Vilma Penido Dias, e verbas do PSL

Ministro do Turismo aumenta em 280% dinheiro guardado em casa
Ministro do Turismo aumenta em 280% dinheiro guardado em casa (Foto: LUCIO BERNARDO JR )

247 - O ainda ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, teve ganhos reais de 280% em dinheiro vivo mantido em casa, isso num intervalo de dois anos. Entre as eleições de 2016 e 2018, a reserva em espécie guardada por ele passou de R$ 105 mil para R$ 400 mil, segundo a Justiça Eleitoral. Eleito deputado federal pela segunda vez em 2018, Álvaro alega ter bancado do bolso 64% de sua campanha. Também recebeu doações da mãe, Vilma Penido Dias, e verbas do PSL.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo informa que Álvaro declarou ter injetado na campanha R$ 383 mil por meio de transferências bancárias eletrônicas.

Segundo o jornal, "à Justiça Eleitoral, Marcelo Álvaro declarou a posse apenas de recursos em espécie, em moeda nacional – nenhuma conta bancária ou aplicação financeira. Ele ainda declarou um apartamento no bairro Buritis, em Belo Horizonte, e sociedade em uma empresa, a Voice Lider – os mesmos bens são informados por ele desde 2012. O ministro afirmou que uma parte dos recursos usados na campanha integrava a reserva de R$ 400 mil em espécie declarada e que sua evolução patrimonial é condizente com seus vencimentos – um deputado recebe R$ 33,7 mil brutos."

A matéria acrescenta que "por meio de nota, a assessoria da pasta do Turismo disse que o ministro seguiu a lei. 'A evolução patrimonial de Marcelo Álvaro Antônio é totalmente condizente com os ganhos de parlamentar acrescidos de rendas extras como aluguel de imóvel devidamente declarado', destacou o comunicado, sem detalhar valores nem informar qual imóvel era alugado. 'O ministro manteve a quantia em espécie conforme declarado, porque é um direito assegurado'."

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247