Ministro tenta censurar jornal, mas juíza nega liminar

A juíza Grace Correa Pereira Maia, da 9ª Vara Cível de Brasília, negou pedido de liminar do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), para censurar o jornal Folha de S. Paulo; Antônio pediu que o jornal recolhesse as reportagens que revelaram sua ligação dele com um esquema de candidatas-laranjas em Minas Gerais

Ministro tenta censurar jornal, mas juíza nega liminar
Ministro tenta censurar jornal, mas juíza nega liminar (Foto: LUCIO BERNARDO JR )

247 - A juíza Grace Correa Pereira Maia, da 9ª Vara Cível de Brasília, negou pedido de liminar do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), para censurar o jornal Folha de S. Paulo. Antônio pediu que o jornal recolhesse as reportagens que revelaram sua ligação dele com um esquema de candidatas-laranjas em Minas Gerais.

A reportagem destaca: "em decisão, com data do último dia 22, a juíza afirma que os documentos apresentados pelo ministro 'não estão aptos a atestar, de maneira idônea e inconteste, que as matérias jornalísticas veiculam conteúdo inverídico e/ou ilegal e/ou ofensivo à pessoa do autor'."

A matéria ainda informa que "ao todo, o ministro pede que 13 reportagens sobre o caso sejam retiradas da internet e que o jornal seja condenado a pagar uma indenização de R$ 100 mil. Segundo a defesa de Álvaro Antônio, as reportagens da Folha pretendem 'ofender, insultar e afrontar a honra' do político. 'Direito à liberdade de expressão não pode ser confundido com a autorização (inexistente) para que ofensas e mentiras sejam ditas, devendo ser coibido todo o abuso praticado a pretexto de se exercer liberdade de pensamento', afirma trecho do pedido de censura."

 

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247