Miruna Genoino: “Meu pai foi preso porque era preciso criminalizar a esquerda”

Em entrevista ao jornalista Kiko Nogueira, ao programa do Diário do Centro do Mundo (DCM) na TVT, a filha de José Genoino conta bastidores do que passou a família durante os nove anos do drama que envolve a acusação, condenação, prisão, doença e afinal extinção da pena de seu pai no mensalão; sobre isso, ela escreve um livro, e arrecada na internet recursos para sua publicação; "O que eu quero é contar essa história do nosso ponto de vista, de como a nossa família viveu todo o processo", diz; assista

Em entrevista ao jornalista Kiko Nogueira, ao programa do Diário do Centro do Mundo (DCM) na TVT, a filha de José Genoino conta bastidores do que passou a família durante os nove anos do drama que envolve a acusação, condenação, prisão, doença e afinal extinção da pena de seu pai no mensalão; sobre isso, ela escreve um livro, e arrecada na internet recursos para sua publicação; "O que eu quero é contar essa história do nosso ponto de vista, de como a nossa família viveu todo o processo", diz; assista
Em entrevista ao jornalista Kiko Nogueira, ao programa do Diário do Centro do Mundo (DCM) na TVT, a filha de José Genoino conta bastidores do que passou a família durante os nove anos do drama que envolve a acusação, condenação, prisão, doença e afinal extinção da pena de seu pai no mensalão; sobre isso, ela escreve um livro, e arrecada na internet recursos para sua publicação; "O que eu quero é contar essa história do nosso ponto de vista, de como a nossa família viveu todo o processo", diz; assista (Foto: Gisele Federicce)

247 - Os nove anos do drama que envolve a acusação, condenação, prisão, doença e afinal extinção da pena de José Genoino na Ação Penal 470, o 'mensalão', serão contados em um livro escrito por sua filha, Miruna Genoino.

"O que eu quero é contar essa história do nosso ponto de vista, de como a nossa família viveu todo o processo", diz Miruna, em entrevista ao jornalista Kiko Nogueira, ao programa do Diário do Centro do Mundo (DCM) na TVT. Para a publicação, ela escreve recursos pela internet.

"Eu preciso escrever. Faço isso no aniversário dos meus filhos, por exemplo", diz. "O livro não é de vingança", acrescenta. "Não sei se tem perdão para o que fizeram. Minha mágoa maior é com a mídia. Meu pai foi preso porque era preciso criminalizar a esquerda. Mas prefiro não ficar com raiva. Procuro focar na gratidão".

Assista aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247