Monica Iozzi terá de pagar R$ 30 mil a Gilmar Mendes

Processo por danos morais movido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes contra apresentadora e atriz Moniza Iozzi foi arquivado por determinação da Justiça Federal do Distrito Federal Federal; atriz já havia sido condenada anteriormente a pagar R$ 30 mil de indenização; não cabe mais recurso da decisão judicial

Processo por danos morais movido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes contra apresentadora e atriz Moniza Iozzi foi arquivado por determinação da Justiça Federal do Distrito Federal Federal; atriz já havia sido condenada anteriormente a pagar R$ 30 mil de indenização; não cabe mais recurso da decisão judicial
Processo por danos morais movido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes contra apresentadora e atriz Moniza Iozzi foi arquivado por determinação da Justiça Federal do Distrito Federal Federal; atriz já havia sido condenada anteriormente a pagar R$ 30 mil de indenização; não cabe mais recurso da decisão judicial (Foto: Paulo Emílio)

247 - O processo por danos morais movido pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes contra apresentadora e atriz Moniza Iozzi foi arquivado por determinação da Justiça Federal do Distrito Federal Federal. A atriz já havia sido condenada anteriormente a pagar R$ 30 mil de indenização. Não cabe mais recurso da decisão judicial.

A sentença contra a atriz foi proferida pelo juiz da 4ª Vara Cível de Brasília; Giordano Resende Costa, que entendeu que Monica havia provocado danos à imagem e a hornra do ministro Gilmar Mendes em razão de uma postagem que havia feito nas redes sociais. Segundo Costa, ela "extrapolou os limites de seu direito de expressão" ao criticar o habeas corpus concedido pelo ministro do STF em favor do ex-médico Roger Abdelmassih, preso e condenado pelos crimes de estupro e de manipulação genética.

Na época, Monica postou, em junho do ano passado, uma foto do ministro com o dizer "cúmplice". Na legenda, ela dizia que "Gilmar Mendes concedeu Habeas Corpus para Roger Abdelmassih, depois de sua condenação a 278 anos de prisão por 58 estupros".

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247