Monja Coen: mídia brasileira manipula a população

Monja budista se diz contra o impeachment: "No momento em que eleições legitimamente realizadas estão sendo questionadas, estamos dando um retrocesso político"; ela critica a intolerância política e diz que, num Estado laico como o nosso é "absurdo" que parlamentares "votem em nome de Deus"; afirma ainda que a "mídia brasileira não é democrática" e "manipula a população ocultando um dos lados da história" 

Monja budista se diz contra o impeachment: "No momento em que eleições legitimamente realizadas estão sendo questionadas, estamos dando um retrocesso político"; ela critica a intolerância política e diz que, num Estado laico como o nosso é "absurdo" que parlamentares "votem em nome de Deus"; afirma ainda que a "mídia brasileira não é democrática" e "manipula a população ocultando um dos lados da história" 
Monja budista se diz contra o impeachment: "No momento em que eleições legitimamente realizadas estão sendo questionadas, estamos dando um retrocesso político"; ela critica a intolerância política e diz que, num Estado laico como o nosso é "absurdo" que parlamentares "votem em nome de Deus"; afirma ainda que a "mídia brasileira não é democrática" e "manipula a população ocultando um dos lados da história"  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A monja Coen se posicionou contra o impeachment de Dilma Rousseff: "Eu sou contra o impeachment. No momento em que eleições legitimamente realizadas estão sendo questionadas, estamos dando um retrocesso político".

Ela participou de protesto na avenida Paulista no dia 18 de março para se manifestar contra a deposição da presidente.

Em entrevista ao El País, a monja budista ela critica a intolerância política e diz que, num Estado laico como o nosso é "absurdo" que parlamentares "votem em nome de Deus".

Monja Coen também vê "hipocrisia" dos que usam a bandeira "contra a corrupção" para destituir o Governo. "Então somos todos contra a corrupção e os corruptos. E os juízes quem são? São esses senhores que têm as perninhas presas em escândalos", diz. Afirma ainda que a "mídia brasileira não é democrática" e "manipula a população ocultando um dos lados da história" (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email