Moraes derruba fake news de Antagonista e clã Bolsonaro

A reportagem disse que Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, ex-membro do PCC, declarou voto em Lula

www.brasil247.com - Alexandre de Moraes, Flávio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro
Alexandre de Moraes, Flávio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro (Foto: Alejandro Zambrana/Secom/TSE | Reprodução)


247 - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, determinou neste domingo (2) que o portal O Antagonista retire a matéria intitulada "Exclusivo: em interceptação da PF, Marcola declara voto em Lula. 'É melhor, mesmo sendo pilantra'". A multa é de R$ 100.000,00 por dia em caso de descumprimento da decisão. 

A reportagem disse que Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, ex-membro do Primeiro Comando da Capital (PCC), declarou voto no candidato a presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

De acordo com o documento do TSE, a matéria do Antagonista tem uma "evidente e gravíssima desinformação, além de grande suspeita que recai sobre os 'documentos' apresentados pelo autos da publicação".

"Os documentos utilizados para conferir suporte à notícia que o membro da organização criminosa PCC teria declarado voto em Luiz Inácio Lula da Silva, seriam transcrições de diálogos, inexistindo sequer indicação do inquérito “em que existiria tal material, impedindo qualquer possibilidade de autenticação ou conferência".

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247