Moro agiu mais uma vez como político, aponta defesa de Lula

A defesa do ex-presidente Lula afirmou haver um componente político no pedido de demissão de Sergio Moro. O advogado Cristiano Zanin disse: “no comunicado feito à ONU em 2016 afirmamos que Moro estava construindo uma carreira política como juiz. Isso se confirmou com a ida dele ao Ministério da Justiça. O cálculo político me parece que continua presente nas suas ações"

Cristiano Zanin Martins, Valeska Martins e Sérgio Moro
Cristiano Zanin Martins, Valeska Martins e Sérgio Moro (Foto: Marcelo Camargo/Agꮣia Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A demissão de Moro está revestida de um componente político, diz a defesa do ex-presidente Lula. Cristiano Zanin afirmou que já em 2016, a defesa reportava à ONU os indícios de que Moro buscava uma carreira política e não o cumprimento de uma magistratura republicana. 

A reportagem do site da CNN Brasil destaca que “Zanin também criticou a atuação do ex-juiz à frente da Lava Jato, a quem acusa de agir com parcialidade. "Moro sai do governo Bolsonaro mas não consegue apagar o histórico de perseguições que o levou até lá, como está descrito no processo que levamos ao Comitê de Direitos Humanos da ONU e na suspeição que tramita no STF."

A matéria ainda destaca que “no processo que corre no Supremo, a defesa tenta obter a anulação da condenação de Lula no processo relacionado ao tríplex do Guarujá, que rendeu 1 ano e 5 meses de prisão ao ex-presidente na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. Este julgamento foi iniciado em dezembro de 2018, interrompido por um pedido de vista e ainda não foi concluído.”

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247