Moro busca cooperação com Espanha para processar Tacla Duran

O juiz Sérgio Moro quer solicitar apoio da Espanha para processar o advogado Rodrigo Tacla Duran por lavagem de dinheiro; ele ganhou os holofotes após denunciar Carlos Zucolotto (amigo de Moro e ex-sócio de Rosângela Moro num escritório de advocacia) por supostamente cobrar propina para fechar acordo de delação com os procuradores de Curitiba; Duran é considerado pela força-tarefa da Lava Jato uma espécie de doleiro que teria atuado em favor da Odebrecht e outras empresas em esquemas de lavagem de recursos, a exemplo de Adir Saad e Alberto Youssef

O juiz Sérgio Moro quer solicitar apoio da Espanha para processar o advogado Rodrigo Tacla Duran por lavagem de dinheiro; ele ganhou os holofotes após denunciar Carlos Zucolotto (amigo de Moro e ex-sócio de Rosângela Moro num escritório de advocacia) por supostamente cobrar propina para fechar acordo de delação com os procuradores de Curitiba; Duran é considerado pela força-tarefa da Lava Jato uma espécie de doleiro que teria atuado em favor da Odebrecht e outras empresas em esquemas de lavagem de recursos, a exemplo de Adir Saad e Alberto Youssef
O juiz Sérgio Moro quer solicitar apoio da Espanha para processar o advogado Rodrigo Tacla Duran por lavagem de dinheiro; ele ganhou os holofotes após denunciar Carlos Zucolotto (amigo de Moro e ex-sócio de Rosângela Moro num escritório de advocacia) por supostamente cobrar propina para fechar acordo de delação com os procuradores de Curitiba; Duran é considerado pela força-tarefa da Lava Jato uma espécie de doleiro que teria atuado em favor da Odebrecht e outras empresas em esquemas de lavagem de recursos, a exemplo de Adir Saad e Alberto Youssef (Foto: Romulo Faro)

Por Cintia Alves, no Jornal GGN - O juiz Sérgio Moro quer solicitar apoio da Espanha para processar o advogado Rodrigo Tacla Duran por lavagem de dinheiro na Lava Jato.

Duran ganhou os holofotes de parte da mídia após denunciar Carlos Zucolotto (amigo de Moro e ex-sócio de Rosângela Moro em um escritório de advocacia) por supostamente cobrar propina para fechar um acordo de delação com os procuradores de Curitiba.

Duran é considerado pela força-tarefa da Lava Jato uma espécie de doleiro que teria atuado em favor da Odebrecht e outras empresas em esquemas de lavagem de recursos, a exemplo de Adir Saad e Alberto Youssef.

No último final de semana, Luis Nassif abordou em artigo no GGN uma investigação da Receita Federal sobre pagamentos feitos por Duran ao escritório de Zucolotto, beneficiando diretamente a esposa de Moro.

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247