Moro envia força-tarefa para atuar no Pará após massacre em presídio

Acossado pelas denúncias da Vaza Jato, o ainda ministro Sergio Moro (Justiça) autorizou o envio de uma força-tarefa de intervenção penitenciária para atuar no Pará por 30 dias; o estado registrou um dos mais sangrentos massacres da história com 57 mortes

247 - Acossado pelas denúncias da Vaza Jato, o ainda ministro Sergio Moro (Justiça) autorizou o envio de uma força-tarefa de intervenção penitenciária para atuar no Pará por 30 dias. O estado registrou um dos mais sangrentos massacres da história com 57 mortes.

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "o anúncio foi feito em uma rede social e, segundo Moro, a decisão atende a um pedido do governador do Pará, Helder Barbalho (MDB). “Há ainda presídios naquele Estado que serão brevemente finalizados, melhorando o cenário. Vamos ajudar”, escreveu o ex-juiz.

A matéria ainda acrescenta que "a força-tarefa atuará em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, segundo o Ministério, que ressaltou que a operação terá o apoio logístico dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do Pará."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247