Moro fala em "discurso de ódio" e Eduardo Bolsonaro veste a carapuça nas redes

Eduardo Bolsonaro não gostou da expressão 'discurso de ódio' usada por Moro em um tuíte sobre as eleições e partiu para o ataque

Eduardo Bolsonaro e Sergio Moro
Eduardo Bolsonaro e Sergio Moro (Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados | Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, voltou a atacar o ex-ministro da Justiça Sergio Moro nas redes sociais. 

Ao comentar as eleições deste domingo, o ex-aliado bolsonarista  Moro pediu para que os eleitores escolhessem 'candidatos íntegros e comprometidos com uma gestão honesta e que beneficie a todos,sem discurso de ódio'.

Eduardo vestiu a carapuça e rebateu. "Discurso de ódio não passa de um artefato da esquerda para dominar a narrativa e sequestrar o subconsciente da população. Basta ver que só conservadores/direita são acusados de discurso de ódio", escreveu Eduardo Bolsonaro.

Eduardo Bolsonaro não tem deixado as postagens de Moro sem resposta e já acusou o ex-juiz de ser um "espião" e também disse que o depoimento do ex-ministro foi feito com "delegados amigos para ver se acham algo contra Bolsonaro".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email