Moro vê 'quase um genocídio' nas ações de combate à Covid-19

De acordo com o ex-ministro Sérgio Moro, "ver situações que podem envolver desvios de recursos públicos para a compra de equipamentos ou material para salvar vidas, o desvio desse tipo de recurso, não vou dizer que é um crime lesa a pátria, é quase um crime de genocídio"

(Foto: Marcelo Camargo - ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro afirmou que fraudes envolvendo desvios de dinheiro público da saúde, que deveriam ser aplicados em ações de combate ao novo coronavírus, 'são quase como um genocídio'. A entrevista foi concedida à Globonews.

"Ver situações que podem envolver desvios de recursos públicos para a compra de equipamentos ou material para salvar vidas, o desvio desse tipo de recurso, não vou dizer que é um crime lesa a pátria, é quase um crime de genocídio. Você deixar as pessoas ao desamparo, aproveitando a fragilidade e a vulnerabilidade do sistema de controle, ou dessa urgência decorrente da pandemia para ter esse tipo de comportamento. Vejo com grande pesar", afirmou.

"Por mais lamentável que seja, eles nos dão uma lição importante combater a corrupção. Nos ensina a estar sempre vigilantes ao comportamento dos nossos governantes e agentes públicos. A população tem que ser fiscal do comportamento dos servidores públicos", acrescentou.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email