Mourão confronta STF e defende liberdade de expressão

O vice-presidente Hamilton Mourão criticou nesta segunda-feira, 15, a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que censurou reportagem da revista Crusoé que relaciona o presidente do Supremo, Dias Toffoli, a suposto pagamento de propina pela Odebrecht; "Não tenho dúvida de que é censura, mas vai além da censura", afirmou; para o vice-presidente, ao se sentir atingido, Toffoli deveria acionar o Ministério Público; "O camarada está sendo tudo, é julgador e investigador"

www.brasil247.com - Mourão confronta STF e defende liberdade de expressão
Mourão confronta STF e defende liberdade de expressão


247 - "Não tenho dúvida de que é censura, mas vai além da censura", afirmou o vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, sobre a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes de censurar a Revista Crusoé por causa de uma reportagem que trazia um codinome “O amigo do amigo de meu pai” usado pela Odebrecht para se referir ao presidente da Corte, Dias Toffoli. O site O Antagonista, que ouviu o vice, também foi censurado - faz parte do mesmo grupo editorial da revista.

"No momento em que (a decisão), além de interditar a publicação, convoca os jornalistas a depor na Polícia Federal. (Significa que) Já estão respondendo a inquérito", acrescentou Mourão. De acordo com o militar, ao se sentir atingido, Toffoli deveria acionar o Ministério Público. "O camarada está sendo tudo, é julgador e investigador.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email