Mourão elogia Bolsonaro e diz que país é exemplo de proteção ambiental

Em exercício na Presidência, o general Hamilton Mourão afirmou que o Brasil "é um exemplo em proteção ambiental". Mourão também elogiou o polêmico discurso de Bolsonaro na ONU. "Foi incisivo, firme, direto e soberano"

Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão
Vice-Presidente da República, Hamilton Mourão (Foto: Bruno Batista/ VPR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em exercício da Presidência, o general Hamilton Mourão afirmou que o Brasil "é um exemplo em proteção ambiental".

"Nossa matriz energética é mais de 80% de energia limpa e renovável. A base é energia hidrelétrica, eólica e solar. Usamos muito pouco petróleo e carvão. O resto do mundo só tem 25% de energia renovável. Não podem nos acusar de sermos os poluidores e os responsáveis pela redução de vida na Terra", disse para um público composto majoritariamente por militares da reserva, nesta terça-feira (24), em palestra na sede do Clube Militar do Rio de Janeiro.

Mourão também elogiou o discurso de Bolsonaro na ONU. "Foi incisivo, firme, direto e soberano. Ele disse bem: a Amazônia não é patrimônio da humanidade, é patrimônio nosso", avaliou o general.

Segundo Mourão, a legislação brasileira é a mais evoluída do mundo. "Hoje, 50% da Amazônia é área preservada e protegida. É terra indígena e área de proteção ambiental. E aliás, se somarmos todo o território no Brasil de terra indígena e de área de proteção ambiental, temos 2,6 bilhões de quilômetros quadrados. É quase um terço do Brasil. Nenhum país tem isso. E,no restante da Amazônia, quem tem terra só pode explorar 20% dela", afirmou.

Em seu discurso, Bolsonaro atacou "países com espírito colonialista", em referência às críticas de nações europeias, e colocou a culpa nos índios pelas queimadas. "Clima seco favorece queimadas. Existem queimadas praticadas por índios", complementou.

Também disse que  a "ideologia (de esquerda) invadiu a alma humana e deixou um rastro de miséria por onde passou. Fui esfaqueado por mililante de esquerda". "A ONU pode ajudar na derrota ao ambiente ideológico", continuou. "A ideologia invadiu nossos lares contra nossas famílias e tenta destruir a inocência de nossas crianças. O politicamente correto domina o debate público", acrescentou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email