Mourão minimiza crise no Banco do Brasil: "comunicação deficiente"

Vice-presidente, general Hamilton Mourão, minimizou a crise aberta no Banco do Brasil após o anúncio de que a istituição pretende fechar 112 agências e demitir 5 mil trabalhadores. Segundo ele, "houve uma comunicação talvez deficiente do banco"

(Foto: Romério Cunha/Flickr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente, general Hamilton Mourão, minimizou a crise no Banco do Brasil em razão do anúncio feito pela instituição de que pretende fechar 112 agências e demitir 5 mil trabalhadores. Segundo Mourão, "houve uma comunicação talvez deficiente do banco". Jair Bolsonaro, porém, já teria demitido o presidente do Banco do Brasil, André Brandão, mas o ministro da Economia, Paulo Guedes, estaria tentando reverter a decisão. 

"Não recebi nenhuma informação extra a respeito do assunto. É uma questão aí que está sendo debatida pelo presidente e pelo ministro da Economia”, disse Mourão ao ser perguntado sobre a iminência da demissão de Brandão, de acordo com reportagem do UOL.

Mourão ressaltou que a falha de comunicação da instituição financeira aconteceu “porque normalmente as pessoas queriam sair eram pessoas que já tinham completado o seu tempo para se aposentar, né, essa é a realidade."

"Talvez pouquíssimas pessoas tivessem um rebaixamento de cargo e não pudessem se aposentar. Mas eu acho que a maioria ia se aposentar", emendou. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247