Mourão rebate ministra do STF e afirma que Abin não faz “arapongagem”

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), declarou durante julgamento da atuação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que “arapongagem é crime”. Mourão rebateu a ministra e afirmou que a Abin não faz "arapongagem"

Hamilton Mourão
Hamilton Mourão (Foto: Romério Cunha/VPR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O vice-presidente Hamilton Mourão rebateu a ministra Cármem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), na manhã desta sexta-feira (14) e afirmou que a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) não faz "arapongagem". Cármen havia declarado na quinta-feira (13), durante um julgamento sobre a atuação da agência, que "arapongagem é crime". A informação é jornal O Globo. 

“Ontem o STF votou contra a reestruturação da Abin, dizendo que aquilo é arapongagem. Mas, ao mesmo tempo, nós estamos vendo um processo que corre em segredo de Justiça, no Rio de Janeiro, e todo dia algum colega de vocês publica alguma coisa. Como é que ele publica alguma coisa sobre algo que corre em segredo de Justiça? Alguém está informando ele. Quem informa, faz por que? Ou porque está ganhando dinheiro ou porque está comprometido ideologicamente. Um serviço de inteligência também tem que trabalhar dessa forma. Isso não é arapongagem, isso não é bisbilhotagem, não é nada”, disse Mourão.

O vice-presidente comentou o julgamento do STF ao ser questionado sobre a investigação contra o ex-assessor Fabrício Queiroz. Para ele, os cheques depositados na conta de Michelle Bolsonaro são um “assunto pessoal” de Jair Bolsonaro. Mourão também aproveitou para criticar os vazamentos no inquérito que investiga Queiroz e o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e fez uma comparação com o trabalho da Abin, acrescenta a reportagem. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247