Movimentos sociais vão às ruas pela liberdade de Lula

A Frente Brasil Popular decidiu nesta sexta-feira (23) que vai às ruas a partir da próxima semana, pedir a liberdade do ex-presidente Lula; mesmo após a decisão do STF, que frustrou pressão da direita e da Globo pela prisão do ex-presidente,  movimentos populares não querem apostar somente na "loteria" do STF no dia 4 de abril, quando será julgado o mérito do habeas corpus de Lula; sob a palavra de ordem "O Povo quer Lula Livre", manifestações começam no dia 28, em Curitiba; Lula ainda participará de eventos semelhantes no dia 2 de abril no Rio de Janeiro, dia 3 em São Paulo, e no dia 4 de abril, com força total, em Brasília, mesma data do julgamento do habeas corpus

Lula visita propriedade construída pelo Minha Casa Minha Rural em Ronda Alta. #LulaPeloSul #LulaPeloBrasil #Lula Fotos: Ricardo Stuckert
Lula visita propriedade construída pelo Minha Casa Minha Rural em Ronda Alta. #LulaPeloSul #LulaPeloBrasil #Lula Fotos: Ricardo Stuckert (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Do Blog do Esmael - A Frente Brasil Popular decidiu nesta sexta-feira (23) que vai às ruas, na semana que vem, pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os movimentos populares não querem apostar somente na "loteria" do Supremo Tribunal Federal, no dia 4 de abril, quando será julgado o mérito do habeas corpus para o petista. Por isso convocaram mobilizações por todo o país.

Sob a palavra de ordem "O Povo quer Lula Livre", a Frente Brasil Popular promete tomar as ruas do país a partir de quarta, dia 28 de março, no ato público na Praça Santos Andrade (UFPR) em Curitiba. Lula ainda participará de eventos semelhantes no dia 2 de abril no Rio de Janeiro, dia 3 em São Paulo, e no dia 4 de abril, com força total, em Brasília, mesma data do julgamento do habeas corpus.

Na última quinta (22), o STF admitiu o princípio da presunção da inocência pelo placar de 7 votos a 4 e, na mesma sessão, concedeu um salvo-conduto para que o ex-presidente Lula não seja preso até o julgamento do mérito do habeas corpus.

Para o jurista Luiz Moreira, em entrevista à RBA, “a decisão na quinta-feira praticamente antecipa o mérito”, qual seja, há uma maioria decidida a prover o habeas corpus preventivo a Lula até a condenação transitar em julgado em todos os graus jurisdicionais.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247