MP aponta falta de documentação para o registro da candidatura de sete presidenciáveis

Foram apontadas falhas na documentação apresentada pelos candidatos Ciro Gomes, Simone Tebet, Lula, Jair Bolsonaro, Leonardo Péricles, Sofia Manzano e Pablo Marçal

www.brasil247.com - Fotos de Lula, Ciro Gomes, Simone Tebet e Jair Bolsonaro que serão utilizadas nas urnas eletrônicas em 2022
Fotos de Lula, Ciro Gomes, Simone Tebet e Jair Bolsonaro que serão utilizadas nas urnas eletrônicas em 2022 (Foto: Divulgação/TSE)


247 - O Ministério Público Eleitoral (MPE) apontou falhas na documentação para o registro das candidaturas nos registros das candidaturas de Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), além de Leonardo Péricles (Unidade Popular), Sofia Manzano (PCB) e Pablo Marçal (Pros). Caso as falhas não sejam sanadas, os pedidos de candidatura podem ser indeferidos pela Justiça Eleitoral. 

De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, o MPE apontou que Ciro Gomes possui uma multa eleitoral em aberto. Simone Tebet, por sua vez, não apresentou os  registros expedidos para fins eleitorais da 1ª e 2ª instâncias da Justiça Estadual e também deverá apresentar as propostas do seu plano de governo, divulgado na segunda-feira (15).

Em relação ao registro da candidatura de Lula, o  vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gustavo Gonet Branco, apontou a falta de certidões criminais de 1ª e 2ª instâncias da Justiça Estadual, expedidas para fins eleitorais, além de documentação insuficiente sobre processos em que o ex-presidente figura como parte na 1ª instância da Justiça Federal.

Sobre a falta de documentos para o registro da candidatura de Jair Bolsonaro, o MPE destacou que “embora o requerente tenha sido diligente ao juntar certidão de 1ª instância da Justiça Federal relativa à Seção Judiciária do Distrito Federal, acompanhada de certidões de objeto e pé dos processos ali mencionados, as certidões de 1ª e 2ª instâncias da Justiça Federal da circunscrição de seu domicílio eleitoral (Rio de Janeiro) também não foram expedidas para fins eleitorais". 

Esse tipo de falta de documentação na apresentação de registros de candidatura é considerado comum e costuma ser resolvida rapidamente.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email