MP Eleitoral pede que TSE rejeite a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

Em petição obtida pela CNN Brasil, o vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gustavo Gonet Branco, diz que não existem ilícitos nas acusações feitas pelo PT

Bolsonaro e Mourão
Bolsonaro e Mourão (Foto: Isac Nobrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Em uma petição de 55 páginas obtidas pela CNN Brasil e assinada pelo vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gustavo Gonet Branco, o Ministério Público Eleitoral classifica como improcedentes as ações de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o MPE, não existem ilícitos na conduta descrita pelo PT, que acusa Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, de abuso de poder econômico e utilização indevida de meios de comunicação por disparos em massa no WhatsApp.

“Em síntese, ante o conjunto probatório dos autos, conclui-se pela não comprovação da gravidade dos ilícitos narrados em grau apto para viciar substancialmente a legitimidade e a normalidade das eleições, o que inviabiliza o pedido de cassação do diploma. Do mesmo modo, porque não existem elementos concretos sólidos caracterizadores da participação ou da anuência dos candidatos representados nos atos abusivos, não prospera a declaração de inelegibilidade postulada", diz um trecho.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email