MP pede afastamento do prefeito de Manaus por suspeita de fraudes na vacinação contra Covid

O MP também alega favorecimento de pessoas, que teriam furado a fila do grupo prioritário

David Almeida
David Almeida (Foto: Reprodução/Facebook)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério Público do Amazonas ajuizou, nesta segunda-feira, 22, uma ação de improbidade administrativa contra o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), e contra a secretária municipal de Saúde, Shadia Fraxe, por suspeitas de fraudes na vacinação contra a Covid-19.

O MP também alega favorecimento de pessoas, que teriam furado a fila do grupo prioritário. Junto aos dois, 10 médicos suspeitos de terem participado de processo de contratação irregular também são citados.

Em nota, a Prefeitura de Manaus afirmou que "todos os atos foram realizados de forma correta e sem ilegalidade, e que eventuais desacertos serão esclarecidos na forma da lei e com total transparência".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email