MPF diz que Temer e Coronel Lima atuam há décadas para desviar recursos públicos

Segundo disseram os procuradores em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, Michel Temer e o coronel da reserva da PM-SP João Batista Lima Filho, que foi preso junto com o ex-presidente, atuam há décadas para desviar recursos públicos, e o Coronel Lima é apenas um dos operadores financeiros do ex-presidente no recebimento de vantagens indevidas

MPF diz que Temer e Coronel Lima atuam há décadas para desviar recursos públicos
MPF diz que Temer e Coronel Lima atuam há décadas para desviar recursos públicos

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-presidente Michel Temer e o coronel da reserva da Polícia Militar de São Paulo João Batista Lima Filho atuam há décadas para desviar recursos públicos, e o Coronel Lima é apenas um dos operadores financeiros do ex-presidente no recebimento de vantagens indevidas, disseram procuradores da República nesta quinta-feira.

Temer e Lima foram presos preventivamente nesta quinta no âmbito da operação Descontaminação, que apura o pagamento de propinas em contratos da Eletronuclear para obras da usina Angra 3. De acordo com a força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro, a empresa Argeplan, do Coronel Lima, foi subcontratada para desviar recursos de contratos da Eletronuclear para Temer.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247