MST faz ocupações em vários estados em jornada por Reforma Agrária

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizam nesta segunda-feira, 17, uma série de ocupações em vários estados do País, como parte da Jornada Nacional de Lutas do MST que ocorre no mês de abril. Os atos são realizados no Dia Internacional da Luta Camponesa, data que relembra o assassinato de 21 Sem Terra durante uma manifestação ocorrida 1996, no município de Eldorado dos Carajás (PA); sedes do Incra foram ocupadas em pelo menos seis estados 

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizam nesta segunda-feira, 17, uma série de ocupações em vários estados do País, como parte da Jornada Nacional de Lutas do MST que ocorre no mês de abril. Os atos são realizados no Dia Internacional da Luta Camponesa, data que relembra o assassinato de 21 Sem Terra durante uma manifestação ocorrida 1996, no município de Eldorado dos Carajás (PA); sedes do Incra foram ocupadas em pelo menos seis estados 
Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizam nesta segunda-feira, 17, uma série de ocupações em vários estados do País, como parte da Jornada Nacional de Lutas do MST que ocorre no mês de abril. Os atos são realizados no Dia Internacional da Luta Camponesa, data que relembra o assassinato de 21 Sem Terra durante uma manifestação ocorrida 1996, no município de Eldorado dos Carajás (PA); sedes do Incra foram ocupadas em pelo menos seis estados  (Foto: Aquiles Lins)

247 - Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizam nesta segunda-feira, 17, uma série de ocupações em vários estados do País, como parte da Jornada Nacional de Lutas do MST que ocorre no mês de abril. Os atos são realizados no Dia Internacional da Luta Camponesa, data que relembra o assassinato de 21 Sem Terra durante uma manifestação ocorrida 1996, no município de Eldorado dos Carajás (PA).

Em Taubaté, no interior de São Paulo, cerca de 100 famílias do MST ocuparam a Fazenda Guassahy, de 300 hectares, localizada às margens da rodovia Presidente Dutra, região do Vale do Paraíba.

No Paraná, cerca de 800 camponeses ocupam a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Há ocupações nas sedes do Incra também em Maceió (AL), que tem participação de cerca de 3 mil pessoas, em Fortaleza, com cerca de 800 manifestantes. 

Em Curitiba, foi montado um acampamento na rua em frente ao prédio do Incra. Há ainda ocupações em Goiânia (GO), Teresina (PI)e em Porto Alegre (RS). 

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247