Múcio: governo Lula deu "crédito de confiança" a novo comandante do Exército

Ministro da Defesa disse que o general Tomás Paiva precisva de um "crédito de confiança" para solucionar a crise entre o Exército e o Palácio do Planalto

www.brasil247.com - José Múcio e Tomás Paiva
José Múcio e Tomás Paiva (Foto: ABR | Divulgação)


247 - O ministro da Defesa, José Múcio, disse nesta terça-feira (24) em entrevista à GloboNews que o novo comandante do Exército, general Tomás Paiva, pediu um "crédito de confiança" para solucionar a crise entre a Força e o Palácio do Planalto, e que o governo o concedeu. 

"O general disse que precisava de um crédito de confiança para que a gente coloque as coisas no lugar. Está sendo dado esse crédito de confiança, com votos para que tudo volte ao normal", disse Múcio.

O presidente Lula decidiu no último fim de semana trocar o comandante do Exército em meio às revelações de que membros das Forças Armadas estiveram envolvidos no 8 de janeiro em alguma medida, substituindo o general Júlio César de Arruda por Paiva. 

No dia dos atos terroristas em Brasília, Arruda ameaçou colocar suas tropas contra a Polícia Militar do Distrito Federal para proteger os criminosos bolsonaristas que depredaram o patrimônio público.

Na entrevista, Múcio também comentou o caso do tenente-coronel do Exército Mauro Cid, antigo braço direito de Jair Bolsonaro que pagava as contas do clã presidencial com dinheiro vivo e operava um “caixa paralelo”. 

Segundo o ministro, o governo federal aguarda ter mais informações sobre as denúncias para tomar alguma decisão definitiva sobre o caso. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247