Na ONU, Temer mente sobre emissão de carbono e política fiscal

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (19), Michel Temer mentiu ou usou informações inconsistentes para comentar a política fiscal e a proteção ao meio ambiente no Brasil; em sua fala, Temer disse que o "Brasil está resgatando seu equilíbrio fiscal", quando, na verdade, sua gestão está aumentando o déficit federal; o portal UOL questionou órgãos do governo para questionar a veracidade e a consistência das informações usadas por Temer em seu discurso na ONU 

Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (19), Michel Temer mentiu ou usou informações inconsistentes para comentar a política fiscal e a proteção ao meio ambiente no Brasil; em sua fala, Temer disse que o "Brasil está resgatando seu equilíbrio fiscal", quando, na verdade, sua gestão está aumentando o déficit federal; o portal UOL questionou órgãos do governo para questionar a veracidade e a consistência das informações usadas por Temer em seu discurso na ONU 
Em seu discurso na Assembleia Geral da ONU nesta terça-feira (19), Michel Temer mentiu ou usou informações inconsistentes para comentar a política fiscal e a proteção ao meio ambiente no Brasil; em sua fala, Temer disse que o "Brasil está resgatando seu equilíbrio fiscal", quando, na verdade, sua gestão está aumentando o déficit federal; o portal UOL questionou órgãos do governo para questionar a veracidade e a consistência das informações usadas por Temer em seu discurso na ONU  (Foto: Charles Nisz)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Michel Temer (PMDB) misturou dados precisos com outros sem base técnica para defender seu governo durante o discurso de abertura da Assembleia Geral da ONU, nesta terça-feira (19), em Nova York, segundo matéria do UOL. O portal de notícias selecionou quatro trechos do discurso de quase 20 minutos e questionou especialistas e órgãos do governo para checar a veracidade e consistência das informações.

“Estamos resgatando o equilíbrio fiscal e por ele a credibilidade da economia”
Falso: Os dados oficiais indicam que o país não apenas não “resgatou” o equilíbrio fiscal como estaria mais distante dessa meta. As contas públicas do governo federal terminaram o ano de 2016 (quando Temer já havia assumido o Planalto) com um rombo de R$ 154 bilhões. 

“Meu país, e é com satisfação que eu digo, está na vanguarda do movimento em direção a uma economia de baixo carbono”
Contestável: Apesar de o Brasil ainda ter uma das matrizes energéticas mais limpas do mundo e de ter assinado o Acordo de Paris, o país ainda prevê fortes investimentos em fontes de energias não renováveis como os combustíveis fósseis.

“A energia limpa e renovável representa mais de 40% de nossa matriz energética. Três vezes a média mundial”
Correto: Mais de 40% da matriz energética do Brasil é composta de fontes renováveis. Segundo estudo do Ministério de Minas e Energia, a média mundial é de 14,2%.

“Os primeiros dados disponíveis para o último ano já indicam a diminuição de mais de 20% do desmatamento naquela região (amazônica). Retomamos o bom caminho”
Falso: O governo não apresentou as fontes que embasaram esse trecho do discurso do presidente e a fala não permite saber se Temer se referia ao ano de 2016 ou aos últimos 12 meses. Segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), órgão que produz os dados oficiais sobre desmatamento utilizados pelo governo federal, não há dados disponíveis sobre o desmatamento no país referentes a 2017. 

 

 

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247