“Não tem reforma da Previdência, é desmonte da Previdência”

Presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, diz que o governo Temer "quer acabar com a saúde, quer acabar com a previdência, com a legislação trabalhista, para que tudo isso depois seja mercado para a iniciativa privada. Então não tem reforma da previdência, tem desmonte da previdência"; assista

O presidente da CUT, Vagner Freitas, fala à imprensa após reunião com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto (José Cruz/Agência Brasil)
O presidente da CUT, Vagner Freitas, fala à imprensa após reunião com a presidenta Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto (José Cruz/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247 - O presidente nacional da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vagner Freitas, diz que o governo Michel Temer não propôs uma reforma da Previdência, mas sim o "desmonte da Previdência".

"Ele quer acabar com a saúde, quer acabar com a previdência, com a legislação trabalhista, para que tudo isso depois seja mercado para a iniciativa privada. Então não tem reforma da previdência, tem desmonte da previdência", disse.

"O objetivo real é desmontar todos os direitos que começaram a ser construídos a partir da Constituição de 1988. O Brasil demorou 500 anos para ter na sua Constituição um capítulo que se preocupasse com a seguridade social - que pega a assistência, saúde e previdência. E agora está se desmontando", criticou também a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

A técnica do DIEESE Adriana Marcolino também faz críticas, no vídeo acima, ao "desmonte da Previdência" proposto por Temer.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247