‘Não vejo DEM como partido de direita’, diz Mangabeira Unger

Na defesa por uma aliança que mostra urgente para a candidatura de Ciro Gomes (PDT), um de seus principais conselheiros, Mangabeira Unger, tenta até mudar o alinhamento de um dos partidos mais simbólicos da direita no Brasil, o Democratas, antigo PFL (Partido da Frente Liberal); "Não vejo o Democratas como direita ou centro-direita. Eles são o partido dos empreendedores regionais", diz ele; "Vejo consistência em manter uma candidatura que tem esses dois lados, que não estão em contradição" 

‘Não vejo DEM como partido de direita’, diz Mangabeira Unger
‘Não vejo DEM como partido de direita’, diz Mangabeira Unger (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247 - O filósofo Mangabeira Unger, um dos principais conselheiros da pré-candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência, tentou rediscutir o espectro ideológico de um dos partidos mais simbólicos da direita no Brasil, o Democratas, antigo PFL (Partido da Frente Liberal). 

Em entrevista ao Estado de S. Paulo neste domingo, 1º, Mangabeira disse que disse que o DEM deve ser visto como um parceiro prioritário na eleição presidencial.

"Não vejo o Democratas como direita ou centro-direita. Eles são o partido dos empreendedores regionais. Têm raízes nessa estrutura produtiva descentralizada do País. (...) Não considero que uma aliança com o Democratas seja apenas um oportunismo tático. Vejo consistência em manter uma candidatura que tem esses dois lados, que não estão em contradição. Não podemos nos permitir abusar do sectarismo ideológico", disse Mangabeira. 

O assessor de Ciro disse ainda que que considera o PSDB mais à direita do que o DEM no espectro ideológico, ao defender uma aliança com o partido de Rodrigo Maia, ACM Neto, Agripino Maia, Mendonça Filho e outros articuladores do golpe parlamentar de 2016. 

"O PSDB, que muitas vezes é visto como um partido à esquerda do Democratas, me parece estar à direita do DEM. Está comprometido com o receituário tradicional do chamado Consenso de Washington. Com uma política social meramente compensatória e um colonialismo mental e cosmopolita. Isso que é direita", disse ele. 

Leia a entrevista na íntegra

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247