Nestlé diz estar 'profundamente preocupada com a Amazônia’ e pode revisar compra de cacau da região

A empresa Nestlé declarou que está “profundamente preocupada com os incêndios na floresta amazônica”. A gigante de alimentos afirmou que a compra de subprodutos de carne e cacau da região está sendo revisada para garantir alinhamento com o padrão de fornecimento responsável.

(Foto: REUTERS/Ueslei Marcelino)

247 - A empresa Nestlé declarou que está “profundamente preocupada com os incêndios na floresta amazônica”. A gigante de alimentos afirmou que a compra de subprodutos de carne e cacau da região está sendo revisada para garantir alinhamento com o padrão de fornecimento responsável.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que "o avanço das queimadas na região amazônica causou uma repercussão global nas últimas semanas e levou o presidente Bolsonaro a enviar as Forças Armadas para combater as chamas. Desde então, a reação mundial envolve também a preocupação de grandes empresas quanto ao fornecimento de produtos oriundos da floresta. A VF Corporation, dona da Timberland e Vans, suspendeu a compra de couro." 

A matéria também sublinha que "nesta sexta, a Nestlé disse se opor ao desmatamento e à destruição de outros habitats naturais em todo o mundo. A empresa conta que desde 2010 assumiu um compromisso de não desmatamento, o qual prevê a não associação dos produtos com essa prática. “Desenvolvemos o Padrão de Fornecimento Responsável da Nestlé, que nossos fornecedores precisam respeitar e aderir em todos os momentos. Se forem identificadas lacunas, nos envolvemos com os fornecedores para entregar planos de mitigação e rastrear a eficácia das ações tomadas”, disse em nota."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247