“No lugar do ministro, eu pediria para sair", diz Major Olimpio

“No lugar do ministro [Álvaro Antônio], eu pediria para sair e retomaria o mandato de deputado federal para me defender no Parlamento", disse o líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), sobre o indiciamen to do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, acusado no laraljal de candidaturas do PSL

(Foto: Geraldo Magela)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A decisão anunciando pelo governo Jair Bolsonaro de manter o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, no cargo após o indiciamento da Polícia Federal por suspeita de integrar esquema de candidaturas de laranjas para desviar dinheiro repercutiu negativamente, inclusive entre os aliados.

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), disse que, se estivesse no lugar do ministro, pediria para deixar o cargo para evitar desgastar o governo.

“No lugar do ministro [Álvaro Antônio], eu pediria para sair e retomaria o mandato de deputado federal para me defender no Parlamento. E até para defender o governo e a estrutura”, disse Major Olimpio, de acordo com reportagem da Folha de S. Paulo.

Para o senador, o afastamento daria mais tempo "para efetivar a defesa e provar a sua inocência”.

“A avaliação da condição da permanência no cargo ou não é, como sempre, exclusivamente do presidente da República”, argumentou o parlamentar. O porta-voz da Presidência da República, general Otávio Rêgo Barros, disse que Bolsonaro "aguardará o desenrolar do processo" e vai manter o ministro no cargo.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247