No primeiro tweet após cirurgia, Bolsonaro volta a falar em atentado político

"Foram tempos difíceis, consequência de uma tentativa de assassinato que visava destruir não só a mim, mas a esperança de muitos brasileiros num futuro melhor. Agradeço a Deus por estar vivo, aos profissionais que cuidaram de mim até aqui e a todos vocês pelas orações! Estou bem", disse o presidente Jair Bolsonaro

No primeiro tweet após cirurgia, Bolsonaro volta a falar em atentado político
No primeiro tweet após cirurgia, Bolsonaro volta a falar em atentado político (Foto: Ueslei Marcelino - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em seu primeiro tweet após a cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia, feita no Hospital Albert Einstein (SP), o presidente Jair Bolsonaro voltou a falar a atentado político. O procedimento cirúrgico foi consequência de um esfaqueamento sofrido por ele durante ato de campanha em setembro do ano passado no município de Juiz de Fora, em Minas Gerais.

"Foram tempos difíceis, consequência de uma tentativa de assassinato que visava destruir não só a mim, mas a esperança de muitos brasileiros num futuro melhor. Agradeço a Deus por estar vivo, aos profissionais que cuidaram de mim até aqui e a todos vocês pelas orações! Estou bem", escreveu o parlamentar no Twitter.

A bolsa tem como função encaminhar as fezes e os gases do intestino grosso para fora do corpo, na região abdominal. Segundo boletim médico, ele não apresentou sangramentos ou febre, nem teve disfunções orgânicas.

A cirurgia durou sete horas, o dobro do previsto pelo hospital.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247