No WhatsApp, Cristiane Brasil chama Fachin de “vagabundo”

Deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) comentou em junho com o então ministro do Trabalho, Helton Yomura, a possibilidade de o ministro do STF Edson Fachin ressuscitar o imposto sindical; “Olha esse vagabundo mostrando pra que veio”, escreveu

No WhatsApp, Cristiane Brasil chama Fachin de “vagabundo”
No WhatsApp, Cristiane Brasil chama Fachin de “vagabundo” (Foto: Dir:: José Cruz - ABR)

247 - A deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ), alvo da Operação Registro Espúrio, chamou o ministro Edson Fachin, relator da investigação no Supremo Tribunal Federal, de vagabundo numa troca de mensagens de celular.

Em 2 de junho, três dias após a Polícia Federal cumprir os primeiros mandados expedidos contra investigados do Ministério do Trabalho, a parlamentar comentava com o então ministro da pasta, Helton Yomura, a possibilidade, especulada na imprensa, de Fachin ressuscitar o imposto sindical, tributo extinto no ano passado pela reforma trabalhista. “Olha esse vagabundo mostrando pra que veio”, escreveu.

A PF apura um esquema criminoso dentro do Ministério do Trabalho para a concessão fraudulenta de registros sindicais, na segunda fase de operação deflagrada inicialmente no fim de maio. Segundo a corporação, os registros de entidades sindicais no ministério eram obtidos mediante pagamento de vantagens indevidas e também não era respeitada a ordem de chegada dos pedidos à pasta. Os agentes informaram, ainda, que a prioridade era dada a pedidos intermediados por políticos.

A parlamentar afirmou que recebeu os "procedimentos investigativos com surpresa, pois não tem papel nas decisões tomadas pelo Ministério do Trabalho". "Espero que as questões referentes sejam esclarecidas com brevidade e meu nome limpo", disse ela, por meio de sua assessoria.

Vale ressaltar que Cristiane Brasil, filha do ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ), foi inscrita no Banco Nacional de Devedores Trabalhistas (BNDT) por naõ ter pago a indenização de R$60 mil a um ex-funcionário, que moveu uma ação trabalhista contra a parlamentar.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247