Nos EUA, Janot diz que Gilmar tem algo a esconder

Janot afirmou que que as críticas dirigidas a ele pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes são uma “cortina de fumaça” para “esconder” algo que ele não consegue identificar. “Ninguém tem essa capacidade de odiar gratuitamente a várias pessoas a não ser que tenha algum problema, né, de saúde”, afirmou em palestra na Universidade Georgetown, em Washington

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot 01/08/2017 REUTERS/Adriano Machado
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot 01/08/2017 REUTERS/Adriano Machado (Foto: Leonardo Attuch)

247 – Em palestra realizada ontem nos Estados Unidos, o ex-procurador-geral Rodrigo Janot sugeriu que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, tem algo a esconder.

É o que aponta reportagem de Cláudia Trevisan, no Estado de S. Paulo.

Abaixo um trecho:

Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República, disse na noite deste sábado, 28, que as críticas dirigidas a ele pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes são uma “cortina de fumaça” para “esconder” algo que ele não consegue identificar. “Ninguém tem essa capacidade de odiar gratuitamente a várias pessoas a não ser que tenha algum problema, né, de saúde”, afirmou em palestra na Universidade Georgetown, em Washington.

Segundo Janot, os ataques de Gilmar não se limitam a ele, mas são dirigidos a “várias pessoas”. O procurador se recusou a falar com a imprensa depois de seu pronunciamento e não respondeu a perguntas sobre o que ministro do STF tentaria ocultar. Mas deixou claro em sua palestra que se sente liberado para responder às críticas. “Antes eu não podia falar. Agora eu posso, né?” 

As declarações foram dadas em evento promovido por estudantes brasileiros nos Estados Unidos. A plateia aplaudiu de pé quando Janot refutou os ataques de Gilmar com a expressão “eu não sei qual é o problema desse senhor”. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247