Nos EUA, Weintraub faz pose com bala de arma de fogo e insinua que a extrema-direita deva pegar em armas

“Muitas vezes, a liberdade e a vida de sua família dependerão de pequenos detalhes. Você é o principal responsável pelo seu destino. Nunca abandone a luta pela liberdade”, postou o ex-ministro Abraham Weintraub nas redes sociais

Ex-ministro Abraham Weintraub
Ex-ministro Abraham Weintraub (Foto: twitter-abraham-weintraub)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, que é investigado em dois inquéritos – um deles no Supremo Tribunal Federal - e fugiu do Brasil para os Estados Unidos, utilizando privilégios como o passaporte diplomático, usou as redes sociais para publicar uma foto segurando um projétil de arma de fogo e pedir aos seus seguidores para que “não abandonem a luta”. 

“Muitas vezes, a liberdade e a vida de sua família dependerão de pequenos detalhes. Você é o principal responsável pelo seu destino. Nunca abandone a luta pela liberdade”, postou no Twitter. 

Weintraub é investigado pela Justiça Federal do Distrito Federal, por meio de um inquérito aberto incialmente no STF pelo crime de racismo.  O inquérito foi aberto em abril em razão das declarações do então ministro contra a China. Na ocasião, Weintraub satirizou o modo de falar dos chineses em postagens nas redes sociais. 

 Em um outro inquérito, que tramita o STF, Weintraub é investigado por atacar os ministro da Corte durante uma reunião ministerial realizada em abril, quando disse que colocaria “esses vagabundos” do Supremo na prisão. 

Confira a postagem de Abraham Weintraub sobre o assunto. 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email