Nota de boas-vindas do Ministério do Turismo erra e diz que Regina é paulistana

Em nota, a pasta afirmou que a "atriz paulistana tem uma carreira sólida e de sucesso na dramaturgia brasileira". No entanto, Regina não é paulistana

(Foto: REUTERS/Jake Spring)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério do Turismo cometou uma gafe ao confirmar o nome de Regina Duarte como Secretária de Cultura do governo.

Em nota, a pasta afirmou que a "atriz paulistana tem uma carreira sólida e de sucesso na dramaturgia brasileira". No entanto, Regina não é paulistana. Ela nasceu em Franca, cidade do interior do estado de São Paulo, em 1947, portanto ela é paulista. A informação é do UOL.

Confira a íntegra da nota do Ministério do Turismo:

Regina Duarte é a nova secretária Especial da Cultura. O convite feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, foi aceito nesta quarta-feira (29). Desta forma, a atriz passa a responder pela secretaria responsável pelo desenvolvimento das políticas culturais do país. A atriz paulistana tem uma carreira sólida e de sucesso na dramaturgia brasileira.

Trata-se de um reforço do mais alto nível para compor o time do governo federal. Turismo e Cultura são atividades com uma forte sinergia que mostram ao mundo o que o Brasil tem de melhor, além de terem um alto potencial de geração de emprego e renda em nosso país e é sob essa perspectiva que trabalharemos fortemente e tendo essa importante parceira em nossa equipe. Tenho certeza que ela será bem sucedida nesse novo desafio e que teremos excelentes resultados", avaliou o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247